quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Liverpool: Justiça permite venda mesmo sem aval dos proprietários

por ESPN.com.br com Agência EFE


O Alto Tribunal de Londres ditou nesta quarta-feira uma sentença permitindo a venda do Liverpool ao consórcio New England Sports Ventures (NESV), dono da equipe americana de beisebol Boston Red Sox, em decisão desfavorável aos atuais proprietários do clube inglês, os americanos Tom Hicks e George Gillet.


A sentença do tribunal dá razão ao banco britânico Royal Bank of Scotland, principal credor do Liverpool, afirmando que a direção do clube tem poder para levar adiante a operação mesmo sem o consentimento dos coproprietários. Em abril, Hicks e Gillet colocaram o clube à venda, com uma dívida acumulada de 351 milhões de libras (414 milhões de euros).


Durante a última semana, quando se tornou público que a direção do Liverpool havia aceitado a oferta de compra da NESV, Hicks e Gillet tentaram afastar da junta de direção o diretor-gerente, Christian Purslow, e o diretor comercial, Ian Ayre, o que foi barrado pela decisão judicial.


Desta forma, o tribunal desbloqueia o processo e abre as portas para a oferta do New England Sports Ventures pelo Liverpool, de 300 milhões de libras (340 milhões de euros).


O consórcio empresarial americano herdará o compromisso de devolver ao Royal Bank of Scotland o empréstimo de 237 milhões de libras (268 milhões de euros) que a instituição fez a Hicks e Gillet quando da compra do clube, em março de 2007.




Mais notícias sobre a venda do clube AQUI.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga este blog por e-mail