domingo, 15 de janeiro de 2012

49ers eliminam Saints em jogo histórico pelos playoffs da Conferência Nacional

Fonte: ESPN.estadao.com.br

Há muito tempo não escrevo sobre a NFL neste blog. Após ver a partida histórica entre New Orleans Saints e San Francisco 49ers pela semi final da Conferência Nacional na noite de ontem, não poderia deixar de registrar um pouco do que senti, principalmente no último quarto da partida. Os donos da casa venceram por 36 a 32, com 3 viradas nos últimos dois minutos da partida.

guardian.co.uk


Até o início do 2º quarto, os torcedores dos Niners viviam um jogo dos sonhos, pois venciam por 17-0 um dos melhores times da atual temporada, onde sua defesa havia provocado dois turnovers dos Saints. Levando em conta que os 49ers voltavam aos playoffs após um bom tempo, nem o mais otimista torcedor esperava um início de jogo tão bom. Pena que após o field goal que fez o 17º ponto do San Francisco, o ataque começou a jogar mal, mas por sorte a defesa segurou os visitantes e contribuiu para o final épico da partida.

Ainda no primeiro tempo New Orleans conseguiu diminuir a vantagem do adversário, deixando o placar em 14-17. No segundo tempo San Francisco converteu mais um FG e aumentou o placar para 20-14, no entanto New Orleans também converteu um Field Goal encostando novamente no placar, 17-20.

Os 49ers fizeram mais um FG e deixaram o placar em 23-17 e a partir daí as duas equipes entraram no momento mais tenso da partida. Brees lançou para Darren Sproles fazer um TD de 44 jardas e Kasay converteu o extra point que deixou os visitantes pela primeira vez na frente, 24-23.

O quarterback Alex Smith correu para um Touch Down de 28 jardas, que fez explodir o Candelstick Park que havia ficado em silêncio após a virada dos visitantes. Os donos da casa optaram pela conversão de 2 pontos em detrimento do extra point, entretanto não conseguiram converter, mas voltaram a frente no placar 29-24, faltando 4'02'' para o fim do jogo.

Drew Brees acertou um belo passe para Jimmi Grahan que colocou a equipe novamente a frente por 30 a 29. Também optaram pela conversão de dois pontos e ao contrário dos donos da casa, eles foram felizes na conversão e ampliaram a vantagem para 32-29.

A última campanha do 49ers começou quando o relógio mostrava 1min37s para o fim. E quando parecia que os anfitriões conseguiriam apenas um FG que levaria a partida para a prorrogação, com 9s para o fim, Alex Smith achou Davis na End Zone e o veterano David Akers definiu o placar ao converter o Extra Point em 36-32, classificando os Niners para a final da Conferência Nacional.

Confira os melhores momentos desta partida emocionante:



Eu que sou torcedor dos Giants e conheço o futebol americano a pelo menos 6 anos, vibrei muito com a partida, tanto que mesmo estando deitado para tentar dormir cedo, acabei perdendo o sono. Tenho certeza que vi o melhor jogo da minha vida e que nunca vibrei tanto com outro esporte. Hoje meu time visita os Packers em busca da vaga na final da Conferência Americana. A classificação do New York Giants será surpreendente caso ocorra. Como Green Bay tem o melhor time da temporada, eu não acredito na vitória dos Giants, contudo assistirei a partida.

Mudando de assunto:

O Superbowl desta temporada terá o show da Madona no intervalo. Escolheram-na com a mesma desculpa que usaram para o Black Eyed Pears, aproveitar a fama do artista para atrair novos fãs para o esporte. Na minha opinião este pensamento está equivocado. Nenhum fã da Madona vai ver o Superbowl por causa do show do intervalo. Pra mim o que contribui para a popularização da NFL no mundo é uma partida épica, como a que assistimos ontem.

Do jeito que os organizadores vem escolhendo mal o show do intervalo, não vou me surpreender caso o artista do ano que vem seja ou o Justin Bieber ou até o Michel Telo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga este blog por e-mail