sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Leyenda Gara & Jonay



Conheci esta lenda por acaso, através da canção Gara & Jonay, a sétima música do último álbum (Ars Musica - 2013) da banda espanhola Dark Moor. A canção é uma das baladas do álbum e estava escutando-a esta semana e tive vontade de tentar cantá-la. Ao pesquisar o nome da música sem o nome da banda, um dos primeiros resultados era da wikipedia e contava a lenda do casal. Como postei neste blog algumas lendas mexicanas, achei interessante colocar uma espanhola.

A lenda aborígine originária das Ilhas Canárias, mais precisamente na ilha de La Gomera. Contam que há muitos anos existiam sete lugares que emanavam água mágica e cujo a origem era desconhecida de todos os habitantes da ilha.

A água desses mananciais dava virtudes e quem a olhava lhe era revelado se encontraria um par, quando a água permanecia clara a chegada do amor seria positiva, mas se escurecesse as notícias não seriam tão boas, já que a solidão acompanharia esta pessoa por toda a vida.

A princesa de Agulo, Gara, foi acompanhada de outras garotas gomeiras a Fonte de Epina para olhar nas suas águas e saber se encontraria ou não um homem com quem compartir sua vida, quando se aproximavam as festas de Beñesmén*.

Quando olhou a água pela primeira vez ela estava tranquila e perfeita. Enquanto sorria feliz com a notícia as águas se agitaram e as sombras apareceram diante de seus olhos.

"O que tem de acontecer, vai acontecer, fuja do fogo, Gara, ou o fogo consumirá você", começou a gritar Gerían, o sábio do lugar.

Gara se encheu de tristeza e apesar de fechar a boca e não falar do que aconteceu com ninguém, os boatos começaram a aumentar o acontecido na primavera mágica.

De Tenerife chegaram os Menceys e outros nobres para celebrar as festas. O Mencey de Adeje chegou a Gomera com seu filho Jonay, um garoto jovem e bonito que se destacou não só por sua beleza, mas também por sua força, que Gara não conseguia tirá-lo de sua cabeça desde que o viu pela primeira vez.

Irremediavelmente seus olhares se cruzaram e não podiam afastar a sensação que os percorreram, o amor selou em silêncio uma união entre eles. Anunciaram seu noivado durante as festas e a vontade de se casarem se tornou pública aos habitantes da ilha.

Conta a lenda que o vulcão Echeyde começou a entrar em erupção fazendo com que as imagens de Gomera fossem aterrorizantes, o povo começou a pensar como os pais dos amantes e também incluíram em seus pensamentos as palavras do sábio, Gara princesa de Agulo, lugar de água, Jonay, puro fogo oriundo da ilha do inferno. A profecia havia começado e não podiam permitir isso.

Seus pais ordenaram que não voltassem a se ver. Ao separarem o casal o vulcão se acalmou e os Menceys voltaram a Tenerife, embora um deles chegou com sonhos vazios e o coração em Gomera sem nenhuma possibilidade de pensar em uma vida sem Gara.

Diz a lenda que em desespero Jonay decidiu atravessar o mar a nado para chegar ao lado de sua amada. Após nadar a noite toda chegou a sua amada e a abraçou profundamente.

Fugiram para os bosques gomeros e se entregaram a paixão e ao amor debaixo de um cedro.

Mas o pai de Gara a buscou e os encontrou namorando. Quando se deram conta não viram outra saída.

Olharam-se nos olhos, se apertaram um contra o outro, uma fina vara de cedro afiada no peito de Gara e no peito de Jonay atravessou os dois para sempre. Gara, princesa de Agulo, princesa da água, e Jonay, príncipe do fogo, dão nome atualmente a montanha mais alta de Gomera e ao Parque Nacional de Garajonay.

*Era a festa mais importante dos aborígines canários.

Fonte: http://www.lavozdelagomera.com/2013/04/15/la-leyenda-de-gara-y-jonay/

Vídeo da música


Tradução

Só você
Enche-me de amor pleno
A terra e o mar
São formas de você e eu
Com você eu me sinto completo
Meu amor

Só você
Eternamente minha namorada
Juntos na dança
E entre nós uma lança
E à nossa frente o fim
Meu amor

Nós somos o fogo
Somos a água, também
Todo o mundo
Só eu e você
Meu amor

Só você
Percebe o melhor em mim
Estrelas nos céus
São testemunhas, e seus olhos
Expressam sua alegria e júbilo
Meu amor

Só você
Eternamente minha namorada
Juntos na dança
E entre nós uma lança
E à nossa frente o fim
Meu amor

Nós somos o fogo
Somos a água, também
Todo o mundo
Só eu e você
Meu amor

Só você
Tem feito meu destino
Sol em seu rosto
Meu abraço forte e apertado
Nosso desejo de nos libertarmos
Meu amor

Só você
Eternamente minha namorada
Juntos na dança
E entre nós uma lança
E à nossa frente o fim
Meu amor.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga este blog por e-mail