domingo, 12 de fevereiro de 2012

Premier League: Manchester Utd 2-1 Liverpool

Finalmente estou escrevendo o review da partida. Não tinha escrito ainda porque passei o sábado debatendo o caso Suárez/Evra no twitter e na reds4us.com e não "tive cabeça" para escrever o post sobre a partida ontem.

Suárez/Evra

Eu nunca toquei neste assunto como deveria neste blog. Por ser muito polêmico e envolver um tema que a humanidade condena e por precisar de muita pesquisa e cuidado para não sair julgando ninguém injustamente. Boa parte da mídia mundial já proclamou "Mr Suárez" (como está escrito nos arquivos da FA) como culpado, sem analisar o caso com a devida atenção e cuidado que ele merece. Acho ridículo saírem condenando o cara sem tomar conhecimento das 115 páginas do documento (em inglês) da FA. Como formadores de opinião deveriam ter mais cuidado com o que dizem/publicam.


O caso tomou proporções enormes na partida de ontem, antes do jogo, no cumprimento protocolar, quando "Suárez recusou-se a cumprimentar Evra". Imediatamente Mauro Cezar Pereira (jornalista/comentarista dos canais ESPN) condenou o ato e "desceu o cacete" no jogador dos Reds. Durante a partida em um lance entre os dois envolvidos nessa polêmica, o renomado jornalista disse "O Evra teve a chance de quebrar o Suárez em dois, mas como é bom moço não o fez". Quem conhece o Patrice sabe muito bem que ele está longe de ser um "bom moço", mas isso não vem ao caso. O que me espanta é um jornalista em rede nacional incentivando a violência. Eles não promovem o Racismo e o Clubismo, mas a violência...

Pra mim o Suárez vacilou em não cumprimentar (se é que foi ele que não quis cumprimentar), mas é muito fácil eu julgar sem saber o que realmente aconteceu na partida de ida, em Anfield, pela Premier League, uma vez que nenhuma imagem esclareceu o assunto e o documento da FA não deixa claro se as testemunhas estavam perto o bastante do lance para ouvir o que o Evra alegou. Se eu estivesse no lugar do uruguaio provavelmente não apertaria a mão do francês e me arrependeria depois, já que a opinião deu pública deu uma importância exagerada a aquela atitude, como se fosse uma prova de que o jogador é racista. Se ele fosse racista não teria cumprimentado Welbeck e Valência, que também são afro-descendentes (sinceramente fiquei na dúvida "qual palavra escrever?"Já que "negro" também não pode mais).

Ao final da partida PE saiu comemorando e provocando Suárez e os torcedores. Só Lédio Carmona (da Sportv) condenou o ato em seu blog ontem. Hoje outros jornalistas também condenaram.

Engraçado que ninguém cita que Patrice começou as provocações de acordo com os documentos da FA. Ele confirma que falou para o camisa 7 dos Reds "Concha de tu hermana", mas Suárez alegou não ter ouvido isso. Eu ainda não traduzi o texto todo, mas não ficou claro se as acusações são verdadeiras. O único momento em que os depoimentos batem é quando Evra pergunta ao Suárez "Por que me chutou?". No resto os depoimentos são diferentes. Nem os jogadores que estavam próximos ao lance confirmam as acusações e me pareceu que nem os vídeos usados na investigação eram conclusivos (não os vi, conclui pelo que consegui traduzir, mas não é uma opinião embasada já que não vi os vídeos).

Diante disso tudo, não cabe a mim, nem a nenhum jornalista, tomar partido de qualquer um dos lados. Luis Suárez foi condenado e pagou pelo que foi acusado. Se Evra acha que isso não foi o bastante e tem certeza de que tem provas para incriminar o jogador do Liverpool, que entre na justiça comum e leve este caso até o fim.


Update: No fim da manhã deste domingo, o clube postou o pedido de desculpas de Suárez em seu site, além das declarações de Dalglish e Ian Ayre representando o clube. O Manchester United também emitiu um comunicado aceitando as desculpas.


Ontem o treinador do United declarou na coletiva de imprensa após a partida, que Suárez "é uma vergonha para o Liverpool. Jogadores como ele não podem jogar no Liverpool. Não se pode fazer isso com a história que tem esse clube. Uma situação como a de hoje poderia ter causado um problema grave. Ele não devia ter feito isso." Até parece que jogadores do Liverpool foram os primeiros a quebrarem o protocolar cumprimento antes de uma partida. Gary Neville também não cumprimentou Schmeichel em um clássico da cidade de Manchester.

Links sobre o caso:
http://www.estoesanfield.com/2012/02/cruce-de-comunicados-y-medias-verdades.html (este post tem dois vídeos que mostram que os jogadores do United não são os santos que todo mundo prega)
http://www.liverpoolfc.com.br/colunas/2012/uma-analise-juridica-sobre-caso-evra-suarez/ (esta é a análise do julgamento da FA mais completa das que foram escritas em português. Feita por Wagner Artur e publicado no site da Liverpool Brasil. Ele fez um trabalho brilhante, com muita pesquisa sobre o assunto e "deixou no chinelo" muito jornalista por aí)

O jogo:

Os visitantes só foram bem (razoavelmente bem) durante 20 minutos (10 no início e 10 no fim). Portanto a vitória dos donos da casa foi justa. O time de Anfield mostrou uma equipe com seus jogadores muito distantes uns dos outros. Faltou aproximação, além da bola não chegar muito ao ataque, após os gols dos Red Devils. Rooney fez os dois gols do Manchester, sendo que no segundo eles contaram com um vacilo de Spearing. Luis Suárez diminuiu após cobrança de falta de Adam.

O resultado deixou a equipe de Anfield Road na 7ª posição com 39 pontos. A próxima partida pela EPL será no dia 03 de março, às 13h, contra o Arsenal em casa. Antes eles jogaram no dia 18 deste mês contra o Brighton (pela FA Cup) em Anfield, às 13h e contra o Cardiff, em Wembley, na final da Carling Cup no dia 26, às 14h.

Classificação atualizada às 18:06 13/02/2012


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga este blog por e-mail